Policiais civis do 1º DP de São Bernardo (Centro) prenderam no dia 06,  cinco homens que escavavam túnel para roubar combustível de dutos da Petrobras na Vila Vivaldi. O caso ocorreu dois dias após policiais militares da Força Tática de Diadema deterem dupla no bairro Pauliceia, também em São Bernardo, pelo mesmo motivo.

O crime foi desvendado ontem, por volta das 13h. Investigações levaram a equipe da Polícia Civil até imóvel localizado na Rua Paraguai, onde os criminosos foram surpreendidos escavando túnel que estava a poucos metros dos dutos da empresa de combustível. O caminho teria aproximadamente 20 metros de construção. Faltava escavar cerca de um metro para que os criminosos alcançassem êxito.

Para realizar o feito, o imóvel havia sido alugado há cerca de dois meses. Aos policiais, os homens confirmaram que buscavam alcançar os dutos, para, então, colocarem junto a eles equipamento denominado trepanadora, próprio para extrair o produto. No local, a polícia apreendeu apetrechos para escavação e subtração de combustível.

Os cinco infratores eram da região da Zona Sul da Capital. Três deles possuíam passagem pela Justiça, por furto e roubo. O quinteto foi preso em flagrante delito pelos crimes de tentativa de furto qualificado e organização criminosa.

No caso registrado na quarta-feira, os dois indivíduos presos não tinham passagem pela polícia. O 2º DP (Rudge Ramos) investiga se a dupla tem ligação com a tentativa de furto de combustíveis de ontem.

Roubo do tipo provoca um prejuízo milionário à Transpetro e à Petrobras. O reparo de cada furo nos dutos, por exemplo, custa, em média, R$ 238 mil.

A Transpetro ressaltou que colabora com as investigações das autoridades e se preocupa com a segurança das famílias, já que as intervenções criminosas nos dutos podem trazer riscos para a comunidade.

Caso moradores identifiquem qualquer movimentação suspeita na faixa de dutos ou em terrenos próximos, é possível registrar denúncia por meio do telefone 168, da empresa. Dúvidas, reclamações ou sugestões podem ser realizadas pelo mesmo contato. A ligação é grátis e o telefone funciona 24 horas por dia, sete dias por semana.

Via:DGABC