“São Bernardo, é vencer ou vencer.” Este é um trecho do hino do Tigre e, possivelmente, em passado recente não tenha feito tanto sentido ao time. Só o triunfo interessa à equipe que vai a campo às 20h de hoje, no Estádio 1º de Maio, para o segundo jogo da semifinal do Paulista da Série A-2, contra o Oeste. Após derrota por 2 a 1 na ida, o Aurinegro necessita de vitória por dois gols de diferença para avançar direto à final e conquistar o acesso de volta à elite. Se triunfar por um tento a mais do que o adversário, a decisão vai para as penalidades.

“Temos de tomar a iniciativa, propor o jogo e minimizar o ponto forte do Oeste”, declarou o técnico Wilson Júnior, que, sem muito tempo para trabalhar em campo, fez o que pôde para corrigir as falhas de sexta-feira. “É mostrar em vídeos, conversar, tentar corrigir erros, tentar forma de ganhar o jogo atacando. As organizações ofensivas e defensivas nos trouxeram até aqui”, afirmou.

O Tigre, entretanto, terá baixa importante para a decisão. O goleiro e capitão Daniel foi expulso nos minutos finais em Barueri, e dará lugar a Rafael Pascoal, que vai estrear justamente no jogo mais importante do ano. “(Daniel é) Líder, pilastra, mas não costumo lamentar jogador que não posso contar. Trouxemos outro goleiro experiente porque sabíamos que poderia ser necessário. Eu e todos estamos felizes com o desempenho do Rafael, que aumentou o nível do próprio Daniel. A gente sente a liderança, mas Rafael tem nossa confiança total”, disse Wilson Júnior.

CASA CHEIA?
O treinador ainda reforçou o convite para a presença da torcida ao 1º de Maio, hoje à noite. Ainda há ingressos disponíveis para a promoção do Futebol Sustentável, que oferta trocar duas garrafas PET vazias – de qualquer tamanho – por um bilhete. A carga é de 5.000.
“Tenho várias histórias com a torcida aqui, principalmente no ano do acesso, em 2012, quando tivemos duas derrotas no quadrangular e, mesmo assim, o pessoal lotando aqui (o estádio). Quem tem de incendiar a torcida são os jogadores, vendo um time aplicado e indo para cima. Luta e empenho não vão faltar”, concluiu o técnico são-bernardense.

Francismar retoma posição no meio e brada: decisão não se joga, se ganha!

Francismar foi titular absoluto do São Bernardo até o time encaminhar a classificação às semifinais da Série A-2. Nos dois últimos jogos, contra XV de Piracicaba e Oeste, ganhou descanso do técnico Wilson Júnior – ficando na suplência –, mas entrou na segunda etapa em Barueri para, de pênalti, fazer o gol que diminuiu o prejuízo são-bernardense. Hoje, recupera sua condição entre os 11 jogadores que começam a partida no 1º de Maio.

“Essa hora tem de estar tranquilo, trabalhar. Sou cara que procuro ajudar os companheiros. Fiquei dois jogos fora, mas não abaixei a cabeça”, disse o meia, que pediu atenção total aos colegas para sair de campo hoje com o acesso. “Manter o foco. É o jogo da nossa vida, é decisão, último jogo para subir. Decisão não se joga, se ganha”, bradou o experiente jogador, 33 anos, que no ano passado acabou eliminado justamente na semifinal, enquanto defendia o Rio Claro.

Com a entrada de Francismar, Ricardinho ou Judson perde lugar no time.

Via:DGABC